Hemlock Grove - Brian Mcgreevy

Livro: Hemlock Grove
Autor (a): Brian Mcgreevy
Editora: Leya
Ano: 2013
ISBN 9788580448221

"Para você que está cansado de livros de vampiros e lobisomens inofensivos e sensíveis... Um mistério abala a cidade de Hemlock Grove. Quando Brooke Bluebell, uma jovem de 17 anos, é brutalmente assassinada na antiga siderúrgica de Godfrey numa noite de lua cheia, as suspeitas rapidamente recaem sobre Peter Rumancek, o jovem cigano que muitos acreditam ser um lobisomem, e Roman Godfrey, o esnobe milionário herdeiro da fábrica onde o corpo de Brooke foi encontrado. Injustiçados, Peter e Roman resolvem unir forças para descobrir o verdadeiro assassino e provar que são inocentes. A caçada começa quando outras mortes passam a ocorrer – também em noites de lua cheia - e os jovens começam a desconfiar que estão mais envolvidos com o caso do que poderiam imaginar..."

*Livro recebido em parceria com a Editora Leya.

Oie, tudo bom com vocês?

Se eu pudesse definir esse livro em um adjetivo eu escolheria perturbador. Hemlock Grove possui uma narrativa peculiar e diferente que me causou uma estranheza inicial. O título do livro refere-se ao nome da cidade onde a história se desenvolve e aborda uma serie de assassinatos que acontece em situações bem estranhas, pois as vitimas são encontradas dilaceradas.

Peter Rumancek é um cigano que vive em um trailer com sua mãe Lynda, com manias estranhas e cara de poucos amigos ele não é o mais popular dos alunos. Logo descobrimos que ele e capaz de se transformar em lobo nas noites de lua cheia e devido aos boatos que correm na cidade ele é o principal suspeito dos crimes.

"O lobo era um animal grande, alto, esguio e magnifico, tal como a lua, sua rainha, possuindo o brilho do invólucro dos recém-nascidos com os lábios curvados para trás mostrando as presas brancas enquanto os abri num bocejo e se espreguiçava com as pernas da frente, agitando a traseira no ar." (pág. 49)

Ele começa uma "amizade" com Roman Godfrey, filho de uma família rica e influente da cidade. Confesso que achei a aproximação dos dois muito repentina. Eles decidem caçar por conta própria essa criatura, mas todas as suspeitas recaem sobre Peter. Os dois são os personagens principais, mas seus familiares são essenciais para a história: Letha (prima de Roman), Lynda (mãe de Peter), Shelley (irmã de Roman) e Olivia (mãe de Roman). 

Achei a leitura difícil, pois a narrativa é intrincada, cheia de suposições e enredos. As situações mudam de uma hora para outra e algumas vezes eu relia um trecho para entender a explicação do autor e para compreender em que cenário eu estava. Foi por isso também que demorei para fazer a leitura e conciliei esse livro com leituras paralelas.

A narrativa pode desagradar algumas pessoas, pois é confusa em determinados momentos e faz uso de alguns palavrões e termos chulos. Hemlock Grove também fala sobre traição, bioética, bullyng, preconceito e gravidez na adolescência. O desenvolvimento da história me lembrou Morte Súbita da J.K. Rowling.

A desconfiança de Peter é que os ataques estejam sendo realizados por um "Vargulf", nome dado a um lobo que enlouqueceu. Roman e Peter violam túmulos, tomam algumas atitudes que seriam consideradas criminosas e chegam a pedir auxílio espiritual para encontrar o assassino antes que ele mate mais alguém.

"Deus não deseja que você seja feliz, Ele quer que você seja forte."

O final é coerente com a história e reafirmo que a leitura pode não agradar todos os leitores. Uma curiosidade: A série Hemlock Grove, lançada em 2013 no Netflix, foi baseada no livro e já teve sua segunda temporada aprovada. O clima da narrativa é parecido com a imagem abaixo: gótica e sombria.

Foto de divulgação da série.
Espero que tenham gostado da resenha e deixem nos comentários suas expectativas para esse livro.

Beijos!

8 comentários

  1. Oi Aline!

    Olha, eu aninda não conhecia este livro.
    Menina, que capa é essa?? Achei um tanto estranha.

    Beijos*
    http://diariodeincentivoaleitura.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Ainda não li esse livro.
    Mesmo com sua resenha ainda não sei o que pensar a respeito, mas o livro e a sinopse não chamaram minha atenção. Gostei da capa, poderia até dá uma chance por causa de ser lobisomens envolvidos.
    Beijos!

    ResponderExcluir
  3. Oi Aline,
    Apesar da sua resenha, não sei se leria o livro. Gostei da capa e do fato de falar de lobisomens. Mas na sinopse faltou algo que me instigasse a lê-lo. Possa ser que em um futuro eu possa dá uma chance a ele. Beijos!

    ResponderExcluir
  4. Eu comecei a ver o seriado, mas achei muito estranho e mal feito...
    Quem sabe não dou uma chance ao livro? :)

    Adorei a resenha :)

    Gabriel - http://umpapoentrepaginas.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. OMG em que mundo eu estou que nao sabia da existencia desse livro? Conheço a serie, mas so! Enfim, curti a resenha mas nao sou fã da serie, acredito que o livro nao seja bem meu estilo tambem!

    Beijoos
    escolhasliterarias.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Eu não conhecia a série antes Amanda.
      ;)
      Beijos

      Excluir
  6. Oi Aline;
    Já tinha visto esse livro, mas ainda não tinha lido nenhuma resenha. Parece interessante. Gosto de livros que mexem com o sobrenatural e são sombrios.
    Vou olhar esse livro com mais atenção na próxima vez que eu for à uma livraria.

    Beijusss;

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Siga-nos no Networked

Siga-me no BlogLovin

Follow on Bloglovin