A Máquina de Contar Histórias - Maurício Gomyde

Livro: A Máquina de Contar Histórias
Autor (a): Maurício Gomyde
Editora: Novo Conceito
Ano: 2014
ISBN 978-85-8163-504-0

"Na noite em que o escritor best-seller Vinícius Becker lançou A Máquina de Contar Histórias, o novo romance e livro mais aguardado do ano, sua esposa Viviana faleceu sozinha num quarto de hospital. Odiado em casa por tantas ausências para cuidar da carreira literária, ele vê o chão se abrir sob seus pés. Sem o grande amor da sua vida, sem o carinho das filhas, sem amigos... O lugar pelo qual ele tanto lutou revela-se aquele em que nunca desejou estar. Vinícius teve o mundo nas mãos, e agora, sozinho, precisa se reinventar para reconquistar o amor das filhas e seu espaço no coração da família V."

*Resenha originalmente publicada no blog Coração de Tinta.

Oie, tudo bom?

Fui convidada pela minha querida amiga Patty, para resenhar A Máquina de Contar Histórias no blog Coração de Tinta. Foi uma experiência muito bacana que me levou de volta aos tempos em que eu era resenhista.

Eu sempre li ótimas resenhas dos livros do Maurício Gomyde e desde o lançamento desse livro eu tenho vontade de conhecer a narrativa desse autor nacional (que por sinal, mora na minha cidade e eu não sabia).

A Máquina de Contar Histórias é uma delicada narrativa sobre uma família que está desestruturada, mas que precisa unir forças para superar uma perda. Vinícius Becker é um famoso escritor de romances que conseguiu alcançar o sucesso com seus best-sellers. As histórias que ele escreve são cheias de sentimentos e emoções, mas a verdade é que ele não vivenciou momentos felizes e amorosos para falar sobre tantos sentimentos, pois passa pouco tempo em casa porque está sempre viajando para eventos e compromissos.

Vinícius é casado com Viviana e com ela teve as filhas: Valentina, uma adolescente, e a pequena Vida, uma linda menina de 4 anos. Viviana tem câncer e quando ela morre sozinha em um hospital, Vinícius sente sua vida desmoronar ao voltar para casa construída pelo amor de sua vida. Além disso, suas filhas o odeiam por causa do descaso e da distância que ele criou entre elas devido a dedicação total a sua carreira de escritor em detrimento a vida familiar.

O mais interessante nessa história é que ela não tem grandes surpresas ou soluções mirabolantes. Trata-se apenas de uma família sobrevivendo a perda e tentando resgatar seus laços. Além disso, o Vinícius também começa a rever sua vida profissional, pois ele escreve apenas para vender livros e não coloca paixão nas suas palavras.

"Uma 'máquina de contar histórias' - era como Salvatore o chamava. Frio, certeiro, veloz. Emoções transcritas no papel de forma científica, como se amor, ódio, pena e saudades fossem tópicos de um fichário que ele abria, selecionava e inseria com precisão nas entranhas do livro." (pág. 14)

Eu gostei bastante da leitura, pois a narrativa possui uma discussão bem interessante sobre a importância da família e como as pessoas colocam o interesse profissional na frente dos interesses familiares. No começo eu fiquei com muita raiva do Vinícius, pois não entendi como ele conseguiu deixar uma esposa tão querida sofrer sozinha com uma doença tão grave. Não acreditei no amor que ele sentia e o autor trabalhou bem para me convencer do contrário.

Foi bem interessante a forma com que o autor criou uma relação de pai e filha entre a Valentina e o Vinícius. É bem compreensível que ela seja uma adolescente revoltada, pois viu o distanciamento do pai enquanto sua maior heroína morria. Valentina é uma personagem marcante, também escreve bons textos, por mais que não queira admitir, e essa característica se tornou o primeiro elo de semelhança com seu pai.

A escrita do Maurício é muito boa, fluida e apaixonante. Seu texto é delicioso e transformou a leitura em algo mais prazeroso do que já é. As diversas citações sobre o universo de um escritor também são interessantes e reflexivas.

"Encontre seu estilo, faça dele sua religião. Encontre seu público-alvo, faça dele seu rebanho. Encontre um lugar para escrever, faça nele sua prece. Escreva qualquer coisa, mesmo que não signifique nada. Se a inspiração para algo novo falhar, pesquise, leia, defina, conserte, rearranje, corte." (pág. 53)

A Máquina de Contar Histórias é um livro agradável que fala sobre o resgate das relações familiares. A trama não tem grandes reviravoltas, mas consegue cativar com simplicidade e um ótimo texto.

Beijos!!

23 comentários

  1. Gostei do livro. Temas assim dão um "quê" de realismo. Claro, também gosto muito dos livros distópicos, mas é sempre bom se afundar em uma leitura mais realista e de quebra, com um autor brasileiro.

    Rodolfo Ramos
    http://atributosdeverao.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  2. Sempre ouvi muitos comentarios positivos sobre o Mauricio , essa obra dele tem arrancado mais comentarios positivos ainda . Confesso que já estava querendo ler esse livro e que sua resenha so fez essa vontade crescer ainda mais . Acho que vou ter que passa-lo na frente de muitos outros livros hahaha.

    Beijos , Anna
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  3. Oi Aline, quero muito ler esse livro por ele trazer essa parte de família x interesses pessoais de trabalho em primeiro lugar. A revolta também da filha mais velha, enfim todo esse drama, e algo que colocou me fez desejar mais ainda lê-lo, ter te convencido que amava a esposa. Fazer isso após o abandono é algo difícil, chegar a esse convencimento. Gostei muito de saber tudo isso.

    ResponderExcluir
  4. Oii

    Já li várias resenhas do livro e cada vez fico mais ansiosa para ler também. Por mais que não tenha grandes reviravoltas parece uma leitura maravilhosa mesmo.
    Sinto que não vou gostar tanto dessa filha rebelde, mas vamos ver... rs
    beijos

    www.apenasumvicio.com

    ResponderExcluir
  5. Esse livro parece ser maravilhoso!
    Gosto de ler histórias mais "calmas" de vez em quando e esta é muito bonita. Acho que vou gostar!
    Obrigada pela dica ;)
    Ah, e obrigada também por visitar meu blog e comentar <3

    Beijos,
    Maira - http://rockmyshoes.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Os outros livros que li do autor infelizmente não me agradaram muito, então nem tentei ler esse, mas vi váarios comentários positivos a respeito, e me deixou bem curiosa! Adorei sua resenha, parece ser uma história que retrata bem a realidade, os dilemas que aparecem e somos forçados a cair na real e lidar com isso, etc

    xx Carol
    http://caverna-literaria.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Não é um enredo que me agrada, mas não posso negar que o livro parece ter sido muito bem escrito!

    http://maisumapaginalivros.blogspot.com.br/
    Mais Uma Página

    ResponderExcluir
  8. Que Legal !!!
    Eu vou colocar a resenha da Maquina de Contar Histórias essa semana também.
    E sinceramente tenho que dizer que eu fiquei apaixonada pela história que ele criou nesse livro, pois me envolveu do começo ao fim. Eu ainda quero conhecer suas outras obras, principalmente porque tenho certeza que também irei gostar de suas outras histórias.

    Fico feliz que tenha gostado do livro
    Sua resenha ficou ótima.
    Espero que a minha também agrade meus leitores =]
    Se cuida linda e fica com Deus

    lovereadmybooks.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  9. Esse foi o único livro que li do Gomyde, e na verdade, apesar de ter gostado da ideia da história, não me senti intimamente ligada nela. Não consegui me envolver com os personagens e achei algumas coisas bem forçadas. Não sei se leria algo mais dele, mas sua resenha ficou realmente incrível!

    bjus
    terradecarol.blogspot.com

    ResponderExcluir
  10. Oi Aline, quero mt ler a maquina de contar historias!
    Tenho visto muitas resenhas positivas dele e adoro quando se aprofundam no tema familia no livro!
    Forever a Bookaholic
    Curta a página do blog

    ResponderExcluir
  11. Oi Aline.
    Já fiz essa leitura, e a história é bacana, mas não foi a melhor leitura que fiz do autor, não consegui me envolver totalmente com os personagens e seus dramas, então não achei esse o livro tão emocionante como andei lendo por aí....mas a minha opinião na maioria das vezes diverge mesmo.
    O que realmente me encantou no livro e me prendeu foram as partes onde o autor conta um pouco sobre todo o processo de criação e rotina de um autor, queria mais disso, sempre tive muita curiosidade quanto a esse lado da vida de um escritor.

    Beijos.
    Leituras da Paty

    ResponderExcluir
  12. Oi, mamãe, tudo bem?

    Confesso que não tenho vontade de ler esse livro, ele não me atrai. Já vi várias resenhas interessantes, sempre falando bem, mas ainda não me convenci. Quem sabe mais para frente?

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  13. Oi Aline, tudo bem???
    Eu estou com esse livro na minha estante a espera da leitura... e depois de sua resenha fiquei bem ansiosa... a simplicidade da escrita do autor pelas resenhas que tenho lido é bem marcante... parece-me que ele construiu uma bela história... com relação familiares e o resgate dela... Adorei!!!! Xero!!!!!!!

    http://minhasescriturasdih.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  14. Oi Aline

    Essa também foi minha primeira leitura do Maurício e como eu gostei.
    Esse realmente não é um livro cheio de surpresas ou reviravoltas, mas tem uma história delicada e trata de temas importantes como família e segundas chances.
    Amei a narrativa do autor, tirando apenas as partes em que ele falava sobre a criação de um livro, achei bem chato.
    Espero ler outros livros do Maurício.

    Beijos
    mundo-de-papel1.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  15. Oiee

    Gostei bastante da narrativa do Mauricio mas confesso que achei a resenha um pouco fraca então não foi a melhor leitura que li e acho que os outros livros que foram publicados de maneira independente deve ser melhor.

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  16. Oi Aline...
    Tenho vontade de ler este livro, antigamente não tinha.
    Mas de tanto falarem da narrativa do autor fiquei curiosa.
    E com você não foi diferente. Adorei a resenha.


    livrosvamosdevoralos.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  17. Ganhei esse livro em um top comentarista e pretendo ler ainda esse ano, quem sabe ainda esse mês!!!???? Gostei demais de saber sua opinião sobre esse texto. O autor é muito elogiado em todos os seus trabalhos, eu só tive a oportunidade de ler O Mundo de vidro.
    Enfim valeu pela ótima dica de leitura. Beijos

    Leituras, vida e paixões!!!

    ResponderExcluir
  18. O jeito como o Vinícius tenta reconquistar as filhas não me convenceu, não li o livro anda, mas pelo que eu sei da história, achei meio superficial. Tenho vontade de ler pra ver se vou achar isso quando terminar mesmo. O Maurício parece ser um autor muito bom.

    ResponderExcluir
  19. Olá, Aline.

    Também tenho lido ótimas resenhas de A maquina de contar histórias do Mauricio. Gostei muito de saber que o tema central do livro é o relacionamento familiar. Só o nome Valentina jáé forte, aposto que essa personagem é uma guerreira. Imaginei como foi para as meninas perder a mãe e o pai nem estar presente, aí depois não quer que as meninas fiquem revoltadas. Irei tentar ler ele depois.

    Visite: http://paradisebooksbr.blogspot.com.br/

    Beijos.

    ResponderExcluir
  20. Oi Aline, eu li algumas resenhas sobre este livro e apesar das diferenças entre elas todas dizem que apesar do livro ter uma história simples é totalmente cativante.

    Beijos.

    http://livrosleituraseafins.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  21. Maurício e um dos autores mais conhecidos no Brasil!
    Mas ele merece este sucesso pois acho os livro dele perfeitos!
    Um exemplo e este um dos melhores livro do escritor!

    ResponderExcluir
  22. Nunca li nenhum livro do Mauricio Gomyde, mas morro de vontade, em especial A máquina de contar histórias porque se trata de família e eu amo livros com essa temática. Talvez o fato de não conter reviravoltas, seja considerado por muitos, algo ruim, mas tenho certeza que esse livro passará ótimas mensagens para quem o ler.

    ResponderExcluir
  23. É sempre bom colocar em cheque a importância da família e como isso acaba nos influenciando em nosso dia a dia. Adorei a resenha e com certeza vou querer ler a obra de Mauricio.

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Siga-nos no Networked

Siga-me no BlogLovin

Follow on Bloglovin