Rico e Joana em O Pirulito Assassino - Maria Izabel Gomes Silva

Livro: Rico e Joana em O Pirulito Assassino
Autor (a): Maria Izabel Gomes Silva
Editora: Isis
Ano: 2012
ISBN 978-85-8888694-0

"Com um enredo dinâmico, surpreendente e diálogos recheados de humor, o romance policial prende a atenção do leitor do início ao fim. Em um estilo próprio do narrador, as cenas inusitadas vão pouco a pouco desnudando a trama central ao longo de todo o romance. Quando então, nos capítulos finais, é revelada a verdadeira identidade do palhaço assassino e os motivos que o levaram a matar suas vítimas à pirulitadas, em um desfecho surpreendente que impressionará até o mais atento dos leitores."

Oie, tudo bom?

Recentemente recebi esse livro em parceria com a autora e me interessei por ele graças a sua sinopse e o título atrativo e engraçado. Rico e Joana em O Pirulito Assassino é um romance policial divertido que foge do "padrão" comum aos livros do gênero.

Ronald Coquinho é dono de uma fábrica de rapaduras chamada Las Cadentes e sempre foi viciado nesse doce típico do nordeste brasileiro. Ele se especializou em doces, bolos e pirulitos feitos com rapadura, conseguiu crescer na vida e dar uma boa vida para sua família. Eles vivem no estado fictício de Será, especificamente na cidade de Quibeleza.

Um dia, quando Ronald está trabalhando até tarde no escritório, um dos seguranças da fábrica é assassinado misteriosamente. Assim que a policia chega ao local, a primeira hipótese é de que o assassino queria matar o empresário e errou o alvo. As investigações do caso ficam por conta do delegado Freitas e do detetive Rico que passam a procurar os prováveis suspeitos.

Rico é um personagem bem caricato, presunçoso, sincero e poderíamos rotulá-lo de metido. A autora o criou com características exageradas e não achei o personagem muito simpático. O que me incomodou em Rico foi ele repetir o tempo todo: "elementar minha cara", pois não soava verdadeiro e me irritou.

A filha de Ronald, Joana Coquinho, se encanta com Rico no primeiro momento que o vê e ele sente o mesmo pela estudante direito. Ela sonha em trabalhar como detetive de policia e quer ajudar na busca do bandido que tentou matar seu pai. Ele acaba deixando que Joana participe de algumas etapas da investigação e isso proporciona cenas cômicas. Em um das buscas, eles sofrem uma tentativa de assalto na cidade de Mataderruma, uma das mais perigosas do estado de Será.

Como protagonista, Joana ficou devendo no carisma e me pareceu bem intrometida e irritante, pois sempre queria estar no meio da investigação e saber de tudo que a policia estava apurando. Apesar das características dos personagens, o texto da autora é diferente, inusitado e divertido. Ela criou histórias e nomes de personagens que beiram o inusitado. O assassino se fantasia de palhaço e usa um pirulito de rapadura para matar suas vitimas. Tem como ser mais inusitado que isso? 

"Meu caro colega... eu só não vou lançar um murro policial bem no meio de seu nariz planetário, de modo que a sua superfície facial se torne "vermelho-brilhante", porque eu tenho a plena convicção de que você é um pobre louco recém-fugido de algum hospício!" (pág. 103)

Melissa e Arnoldo, amigos de Joana, funcionam como antagonistas na narrativa. Arnoldo nutre um amor não correspondido por Joana e sua prima Melissa também gosta de investigações policiais e recebe informações privilegiadas sobre o caso do pirulito assassino.

Em relação a identidade do criminoso, a autora surpreende muito, pois o final foge do óbvio. Ela vai soltando pistas durante a narrativa, mas até para os mais atentos fica difícil acertar o responsável pelas mortes. A escrita da Maria Izabel é diferente e instiga o leitor a continuar lendo a história. Indico a leitura para os amantes do gênero policial e para os que gostam de livros mais divertidos.

Beijos!

20 comentários

  1. Oi Aline.

    Não sou muito Fã de policiais, mas já li alguns e gostei um pouco, mas não são meus preferidos. Pelo que vi se parece muito com um livro que li a pouco tempo, portanto pode até ser bom. E pelo visto é bem divertido.

    Beijos Fê :*
    http://fernandabizerra.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. O livro é policial, mas com um texto bem leve mesmo!
      ;)

      Excluir
  2. Oii!!
    Não sou muito fã de livros policiais, mas por se tratar de um livro divertido... fiquei curiosa para conhecer o Rico.
    Ainda não conhecia a autora, sucesso para ela!
    Beijos

    Elidiane Ferreira
    Leitura entre amigas

    ResponderExcluir
  3. Oie Aline =)

    Não conhecia o livro, mas mesmo o gênero não sendo o meu favorito, quando o livro consegue despertar a minha curiosidade dificilmente consigo parar de ler rs...

    Acho que essa é tipo de história que vale a pena dar uma chance ^^

    Beijos e um ótimo feriado;***

    Ane Reis.
    mydearlibrary | Livros, divagações e outras histórias...
    @mydearlibrary


    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada Ane. O livro é curioso e divertido!

      ;)

      Excluir
  4. Hey!

    Otima resenha, querida. E apesar de perceber que eu vou me irritar com a Joana tambem rsrs eu fiquei interessada e vou sim ler!

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  5. Super recomendo a leitura tbm!! Achei mega divertido a fabrica se chamar Las Cadente xD

    xoxo
    http://amigadaleitora.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  6. Oi Aline

    Tudo bem querida? Adorei a resenha, já ouvi falar do livro e realmente o nome é bem diferente, acho que por ser inusitado as vezes é bom ler livros diferentes né!

    Beijos

    www.livrosechocolatequente.com.br

    ResponderExcluir
  7. Oi, Aline!
    Esse também foi um livro que li e gostei bastante. Com uma trama bem diferente do normal e bem divertida. :)
    Que bom que você também gostou. Adorei sua resenha!!! o/
    Beijos!

    Café com Leituras!
    http://cafecomleiturasneriana.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  8. Oiee,

    to vendo vários blogs resenhando esse livro. Parece ser bem divertido mesmo. Adoro romances policiais *-*

    beijos
    Kel
    www.porumaboaleitura.com.br

    ResponderExcluir
  9. Ah que interessante essa abordagem em uma história investigativa, achei legal! Vou adicionar em minha lista de leitura.

    Abraço,
    Diego de França
    http://leitorsagaz.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
  10. Olá Aline, minha querida!
    Parabéns pela resenha!!! Gostei muito!
    Beijos!

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Muito obrigada Maribel! Fico feliz que tenha lido.
      :)

      Excluir
  11. Oi Chefa estou para ler esse livro, que me chamou muito atenção pelo titulo, e agora estou variando muito os gêneros e conhecer mais autores nacionais, esperando o rafa terminar de ler!
    Adorei sua resenha e sobre a Joana vou observa-la na leitura!
    bjkas
    Dani Casquet- Livros, a Janela da Imaginação

    ResponderExcluir
  12. Achei o livro diferente, um livro policial e ao mesmo tempo divertido. Não conhecia o autora do livro e foi ótimo tomar conhecimento.

    ResponderExcluir
  13. Oi Flor!
    Estou lendo ele e muito curiosa para saber quem é o assassino! Gostando bastante!
    Parabéns pela resenha!
    Ele fala isso do ''Elementar meu caro'', pq é uma influencia dos livros do sherlock holmes!
    Beijos
    Ps:Resenha: O Trio - Alane S. A. Brito
    http://overdoselite.blogspot.com.br/2014/02/resenha-o-trio-alane-s-brito.html

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Siga-nos no Networked

Siga-me no BlogLovin

Follow on Bloglovin