Condenada - Chuck Palahniuk

Livro: Condenada
Autor (a): Chuck Palahniuk
Editora: Leya
Ano: 2013
ISBN 9788580448207

"A filha de uma estrela de cinema narcisista e de um bilionário, Madison, é abandonada em uma escola interna na Suíça durante o Natal enquanto seus pais estão divulgando seus novos projetos e adotando mais órfãos. Ela morre de uma overdose de maconha – e a próxima coisa que sabe é que está no inferno. Madison compartilha sua cela com um grupo heterogêneo de jovens pecadores que é quase bom demais para ser verdade: uma líder de torcida, um atleta, um nerd, e um punk, unidos pelo destino para formar a versão “six-feet-under” do filme favorito de todos."

Terminei a leitura de Condenada com a sensação de que nem sempre podemos julgar um livro pelos primeiros capítulos. A protagonista é Madison Spacer, uma menina de 13 anos que acabou de morrer e foi para o Inferno. Era filha de pais famosos e liberais em relação ao uso de drogas. O livro é narrado a partir do momento que ela chega ao Inferno e mostra diversas situações e o cotidiano do local, como foi a morte da Madison e um pouco sobre sua vida.

O inicio da narrativa é bem confuso o que fez com que minha leitura demorasse bastante (demorei quase 20 dias). O livro expõe a rotina de uma pessoa que é condenada, como por exemplo, ser desmembrada por demônios o tempo todo. Funciona da seguinte forma: os demônios passam pela cela, comem partes dos corpos dessas pessoas, elas sentem dor, mas sempre voltam a ser o que eram.

"A vida no Inferno é como desenho animado antigo Warner Bros., no qual as personagens são eternamente decapitadas por guilhotinas e desmembradas por explosões de dinamite, depois restauradas por completo para o próximo assalto. É um sistema que não deixa trazer conforto e monotonia." (pág. 29)

Lá ela conhece Babette, a "rainha do baile", Archer, o "rebelde", Leonard, o "cérebro" e Paterson, os "músculos". Para Madison eles são como a representação do filme Clube dos Cinco, um de seus preferidos. O autor escreve sob os olhos da protagonista desde o momento em que ela acorda em uma das celas onde os condenados ficam. A narração me incomodou porque a Mady fica o tempo todo lembrando que sabe mais do que sua idade permite ou os fatos de sua morte e isso me cansou um pouco.

No Inferno temos rios de sangue, de membros amputados, unhas cortadas, cuspe e outras nojeiras. O autor também cita pessoas famosas que já morreram e que foram condenados: como Hitler e alguns reis e rainhas que mataram muitas pessoas na Idade Média.

"O povo no Inferno basicamente mantém o mesmo comportamento negativo que lhes garantiu a passagem de vinda." (pág.111)

Lá você pode trabalhar com telemarketing e esse é o emprego que a Madison executa todos os dias. Isso é algo que achei engraçado porque eu já trabalhei com telemarketing e posso dizer que esse tipo de trabalho é complicado. É exatamente essa a pegada do livro, mesmo com um assunto considerado sério, o texto é divertido e bem humorado.

"Acredite em mim, a maioria do povo de telemarketing que liga para você está morta. Como grande parte dos modelos pornôs da internet." (pág. 96)

"De acordo com a Babette, 98,3% dos advogados terminam no Inferno. Isso em contraste com 23% dos fazendeiros que são condenados eternamente. Os donos de comércio varejista são uns 45% e 85% de autores de softwares de computador." (pág. 98)

A narrativa pode não ter agradado no início, mas foi me surpreendendo e no final eu até comecei a simpatizar com a Madison. Eu consegui refletir bastante com a história e os significados presentes na narrativa, mas confesso que algumas falas me chocaram.

Quando eu comecei a ler não sabia de que se tratava de uma trilogia, mas o autor criou uma ótima deixa para o próximo livro que se chamará Doomed. Não espere todas as respostas em Condenada, mas sim um final coerente.

Se você está em busca de uma leitura diferente com certeza Condenada é a melhor indicação. O texto surpreende e gera ansiedade no leitor.

Espero que tenham gostado da resenha, Beijos!

8 comentários

  1. Oi Aline!

    Até ler a sua resenha não sabia ao certo sobre o que esse livro se tratava e confesso agora que fiquei bem curiosa para conhecer melhor a história. Achei interessante um livro se passando no Inferno, acho que nunca li um livro assim. Adorei a resenha!

    Beijo:*
    Naty.

    ResponderExcluir
  2. O livro parece bem diferente mesmo! Telemarketing no inferno? No mínimo curioso, rs! Já havia lido algumas coisas e confesso que estou interessada. Mas agora, ao descobrir que é trilogia, vou esperar um pouco para começar!

    Abraços, Isabela.
    www.universodosleitores.com

    ResponderExcluir
  3. Oinn, parece até enredo de filme.
    Nunca tinha visto nada sobre este livro, mas sabe que até fiquei com vontade e ler.

    Beijo, Van - Blog do Balaio
    balaiodelivros.blogspot.com.br

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É um lançamento da Editora Leya Vanessa.
      ;)
      Beijos

      Excluir
  4. Oie!
    Só essa capa já me da medo e assusta. Não sei se o leria. Seria bem diferente mesmo.
    Beijos*

    ResponderExcluir
  5. Essa capa também me assunta, acho que é por isso que nunca dei uma chance pra ele, ou parei para ler uma resenha. A sua ficou ótima, mas não despertou em mim a vontade de lelo, não faz muito o meu estilo esse livro.

    Bjs, @dnisin
    www.seja-cult.com

    ResponderExcluir
  6. Heey!

    Curti sua resenha flor, mas de forma alguma que lerei esse livro. Kkkk ok, é super diferente e original, mas nem um pouco meu tipo. Ficarei longe, obrigada haha

    Um beijo
    http://escolhasliterarias.blogspot.com.br/

    ResponderExcluir
  7. Estou esperando a deixa para lê-lo em breve:)

    ResponderExcluir

Obrigada pela visita!
Todos os comentários deixados aqui serão carinhosamente retribuídos.
Para isso, basta deixar o endereço do seu blog!

Related Posts Plugin for WordPress, Blogger...

Siga-nos no Networked

Siga-me no BlogLovin

Follow on Bloglovin